XVIII Curso de Difusão Cultural CEA/USP "Introdução aos Estudos da África"

ATENÇÃO

- INFORMAÇÕES SUJEITAS A MODIFICAÇÕES. CONSULTE SEMPRE AS ATUALIZAÇÕES DO SITE.
- NÃO É PERMITIDO "ALUNO OUVINTE".

Natureza do curso
Difusão
Objetivo

Difusão do conhecimento do Continente africano por meio da capacitação de professores de ensino médio da rede pública e particular e interessados em geral, possibilitando o aprendizado de aspectos da história e da cultura africana que serão transmitidos durante as aulas e apreendidos pelos alunos o que possibilitará discussões mais aprofundadas sobre a temática e a (re)construção da história de África.

Programa
1ª aula (14/03) – Profª Drª Tânia Macedo 
Profª Titular do Dep.de Letras Clássicas e Vernáculas da USP. Área: Literaturas Africanas de Língua Portuguesa 
1.1 - Apresentação do curso; objetivos; conteúdo; metodologia; bibliografia; corpo docente; questões práticas (operacionalização e funcionamento) 

2ª aula (21/03) Profª Drª Margarida Petter 
Profª Associada do Dep. de Lingüística da USP. Área de Linguistica Geral e Africana 
Diretora do GELA (Grupo de Estudos de Línguas Africanas) 
2 - Línguas Africanas 
2.1 - Características Gerais 
2.2 - Diversidade e Famílias Lingüísticas 

3ª aula (04/04) – Prof. Dr. Maurício Waldman 
Doutor em Geografia Humana pela USP 
Escritor e Professor Universitário 
3 - Aspectos da Geografia e da Geopolítica Africana 

4ª aula (11/04) – Prof. Dr. Ismael Giroto 
Doutor em Antropologia Social pela USP 
4 - Uma visão do Mundo Africano 

5ª aula (18/04) – Prof. Dr. Kabengele Munanga 
Prof. Titular do Depto de Antropologia da USP 
5 – Instituições Políticas Africanas (Estados, Reinos e Impérios) 

6ª aula (25/04) – Prof. Dr. Maurício Waldman 
6 - Escravidão e Resistência 

7ª aula (02/05) – Profª Drª Débora David 
Doutora em Letras pela USP. Área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa 
7 - Ocupação e situação colonial 

8ª aula (09/05) – Profª Drª Dilma de Melo Silva 
Profª Associada do Depto de Comunicações e Artes da ECA/USP. Área de Artes e Cultura brasileira e africana 
8 - Artes e Sociedades Africanas 

9ª aula (16/05) – Profª Drª Rita de Cássia Natal Chaves 
Doutora na Área de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa- Depto. Letras Clássicas e Vernáculas da USP 
9 – Literatura e Sociedades Africanas 

10ª aula (23/05) – Profa. Dra. Tânia Celestino de Macedo
Profª. Doutora do Depto de Letras Clássicas e Vernáculas da USP 
10 – Intelectuais e Lutas de libertação 

11ª aula (06/06) – Prof. Dr. Paulo Daniel E. Farah 
Prof. Doutor do Departamento de Letras Orientais da USP Área de Língua e Literatura Árabe 
11 – O Islamismo na África 

12ª aula (13/06) – Profa. Dra. Tania Macêdo 
12 - Problemas da África Contemporânea 

13ª aula (20/06) – Profª Drª Tânia Macedo 
Entrega da Avaliação 
Palestra de Encerramento (Professor Convidado) 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA 

ALENCASTRO, Luiz Felipe de. O trato dos viventes – Formação do Brasil no Atlântico Sul. São Paulo: Cia. Das Letras, 2000. 525p. 
ALKMIM, Tânia e PETTER, Margarida. “Palavras da África no Brasil de ontem e de hoje”. In: FIORIN, J.L. e PETTER, M. (orgs.) África no Brasil: a formação da língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2008 
ALTUNA, P. Raul Ruiz de Asúa. Cultura tradicional bantu. Luanda: Secretariado Arquidiocesano de Pastoral, 1985. 
ANDRADE, Mário de. Antologia temática de poesia africana: na noite grávida de punhais. Lisboa: Sá da Costa, 1975. 
ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. “A utilização dos recursos da cartografia conduzida para uma África desmistificada”. São Paulo: REVISTA HUMANIDADES: Retratos da África, nº 22, p. 12/32. 
ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. Coleção África-Brasil. Cartografia para o ensino-aprendizagem. Brasília: Editora Mapas Consultoria, 2000. 
ARTE NOS SÉCULOS: enciclopédia semanal ilustrada de história da arte, nº 57. São Paulo: Abril Cultural, 1970, p. 985-1000. 
ARTE NOS SÉCULOS: enciclopédia semanal ilustrada de história da arte, nº 58. São Paulo: Abril Cultural, 1970, p. 1001-1016. 
AS GRANDES RELIGIÕES: religiões africanas, nº 53. São Paulo: Abril Cultural, 1973, p. 833-848. 
BONVINI, Emilio e PETTER, Margarida Maria Taddoni (1998). Portugais du Brésil et langues africaines. Langages. Paris, n. 130: 68-83. 
BONVINI, Emilio. “Os vocábulos de origem africana na constituição do português falado no Brasil”. In: FIORIN, J. L. e PETTER, M. (orgs.) África no Brasil: a formação da língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2008. 
CABAÇO, José Luís. “Políticas de identidade no Moçambique colonial”. In: MAGGIE, Yvonne e REZENDE, Cláudia Barcellos. Raça como retórica: a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002, p. 351-408. 
CARUSO, Carla. Kamazu, o curandeiro. São Paulo: Editora Ave-Maria, 2001. 23p. 
CASTANHA, Marilda. Agbalá. Um lugar-continente. Belo Horizonte: Formato Editorial, 2001. (Coleção 500 Brasis). 
CASTRO, Yeda Pessoa de. Falares africanos na Bahia (Um vocabulário afro-brasileiro). Rio de Janeiro: Topbooks, 2001. 
CHAVES, Rita. A formação do romance angolano. São Paulo: FFLCH/USP, 1999. (Coleção Via Atlântica 1). 
CIVITA, Victor (editor). Geografia Ilustrada (enciclopédia), vol. 5 – internacional. São Paulo: Abril Cultural, 1973, p. 1382-1720. 
COSTA e Silva, Alberto da. A África explicada aos meus filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2008. 
COSTA E SILVA, Alberto. A manilha e o libango. A África e a escravidão de 1500 a 1700. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Fundação Biblioteca nacional, 2002. 1072p. 17 mapas. 
COSTA E SILVA, Alberto. Francisco Félix de Souza, mercador de escravos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/EdUERJ, 2004. 207p. 
DIAMOND, Jared. Armas, Germes e Aço. Os destinos das sociedades humanas. Rio de Janeiro:Editora Record Ltda. 2008 
FARAH, Paulo Daniel. O Islã. São Paulo: Publifolha, 2001. 
GIORDANI, Mário Curtis. História da África anterior aos descobrimentos. Petrópolis: Vozes, 1985. 
HERNANDEZ, Leila Maria Gonçalves Leite. A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005. 
HISTÓRIA das Civilizações: as civilizações africanas, nº 26. São Paulo: Abril Cultural, 56p. 
HUMANIDADES: retratos da África, Ano VI, nº 22. Brasília: UnB, 1989. 118p. 
IBAZEBO, Isimeme. Explorando a África. São Paulo: Ática, s.d. (Livro do Professor). (Trad.: Isa Mara Lando). 
KI-ZERBO, Joseph. Para quando a África? Entrevista com René Holenstein. Rio de janeiro: Pallas, 2006. 
LEITE, Fábio. “Valores civilizatórios em sociedades negro-africanas”. In: ÁFRICA: Revista do Centro de Estudos Africanos da USP, 18-19(1), 1995/1996:103-118. São Paulo: CEA/FFLCH/USP, 2000. 
LEPINE, Claude. Os dois reis do Danxome – Varíola e monarquia na África Ocidental, 1650-1800. Marília: UNESP-Marília Publicações; São Paulo: FAPESP, 2000. 
LOVEJOY, Paul E. A escravidão na África. Uma história de suas transformações. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. 497p. 
MACEDO, Tania. Luanda, cidade e literatura. São Paulo: Editora da UNESP, 2008. 
MAESTRI, Mário. História da África negra pré-colonial. Porto Alegre e São Paulo: Mercado Aberto. (Série Revisão, 31). 
MAUCLER, Christian e MONIOT, Henri. As civilizações da África. s.l.: Lello & Irmão, 1990. (Coleção História dos Homens). 
MEILLASSOUX, Claude. Antropologia da escravidão. O ventre de ferro e dinheiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1995. 297p. 
MONTI, Franco. As máscaras africanas. São Paulo: Martins Fontes, 1992. (Trad. Luís Eduardo de Lima Brandão). 
MOURÃO, Fernando A. Albuquerque. A Sociedade Angolana através da Literatura. São Paulo: Ática, 1978. 
MUNANGA, Kabengele. Origens africanas do Brasil Contemporâneo. Histórias, Línguas, Culturas e Civilizações .São Paulo: editora Global, 2009. 
O Correio da UNESCO: A África e sua história, Ano 7, nº 10-11. Rio de Janeiro: Ed. Brasileira, out./nov., 1979. 70p. 
O Correio da UNESCO: A idade da plenitude, Ano 10, nº 12. Rio de Janeiro: Ed. Brasileira, dezembro, 1979. 34p. 
O Correio da UNESCO: Imagens da África, Ano 5, nº 7. Rio de Janeiro: Ed. Brasileira, julho, 1977. 34p. 
OLIVER, Roland. A Experiência Africana. Da Pré-História aos dias atuais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994. 
PETTER. Margarida. “Línguas especiais, línguas secretas: na África e no Brasil”. In: Revista da ANPOLL, São Paulo, 1998, vol. 4. 
PETTER. Margarida. “Termos de origem africana no léxico do português do Brasil”. In: NUNES, José Horta e PETTER, Margarida Maria Taddoni. História do saber lexical e constituição de um léxico brasileiro. São Paulo/Campinas: Humanistas/Pontes, 2002, p. 123-146. 
PETTER. Margarida. “Línguas Africanas no Brasil”. In: Quinhentos anos de história lingüística do Brasil. Suzana Alice Marcelino Cardoso, Jacyra Andrade Mota, Rosa Virgínia Mattos e Silva (orgs.). Salvador: Secretaria da Cultura e Turismo do Estado da Bahia, 2006. 
RODNEY, Walter. Como a Europa Desenvolveu a África. Lisboa: Seara Nova, 1975. 
SERRANO, Carlos e MUNANGA, Kabengele. A revolta dos colonizados. O processo de colonização e as independências da África e da Ásia. São Paulo: Atual, 1997. 
SERRANO, Carlos. “Angola: o discurso do colonialismo e a antropologia aplicada”. In: ÁFRICA, Revista do Centro de Estudos Africanos da USP, 14-15(1), 1991/1992:15-36. São Paulo: CEA/FFLCH/USP, 1993. 
SERRANO, Carlos. Os senhores da terra e os homens do mar. Antropologia política de um reino africano. São Paulo: FFLCH/USP, 1983. 175p. 
SERRANO, Carlos; WALDMAN, Maurício. Memória D’África: a temática africana em sala de aula. São Paulo: Cortez Editora, 2007. 
WALDMAN, Maurício. “Força vital, tempo e espaço. A topologia do imaginário africano tradicional na crônica “Griot” de Sundjata Keita”. São Paulo: ÁFRICA: Revista do Centro de Estudos Africanos da USP, (20/21):219-268, 1998.

 
Programa Detalhado
Carga horária
39.00h
Vagas

máximo: 100 alunos
mínimo: 70 alunos

Certificado/Critério de Aprovação
Participar da avaliação final e obter nota mínima 5,0. Cumprir o mínimo de 85% de frequência.
Coordenação
Prof. Dr. Tania Celestino de Macêdo, da FFLCH/USP.
Ministrante(s)

Debora Leite David, Dilma de Melo Silva, Ismael Giroto, Kabengele Munanga, Margarida Petter, Maurício Waldman, Paulo Daniel Elias Farah, Rita de Cassia Natal Chaves e Tania Celestino de Macedo.

 

Promoção
Centro de Estudos Africanos
Período de Realização
14/03 a 20/06/2013.
Detalhes

• Matrícula presencial, veja ao lado "Procedimentos Matrícula Presencial".

Desistência: 
O aluno desistente deverá comparecer à Secretaria ou ligar no telefone 3091-4645, no prazo de 2 dias antes do início do curso. Assim, caso haja Lista de Espera, poderemos preencher as vagas.

Inscrição on-line
26 a 28/02/2013.
Resultado
04/03/2013.
Público Alvo para Sorteio

- Comunidade USP: 1 docentes, 2 discentes e 2 funcionários.
- Comunidade Externa: 3 para terceira idade e 2 para "OUTROS".

Procedimentos:

Categoria COMUNIDADE USP e 3ª IDADE: 

1. Inscrição on-line: CLIQUE AQUI
2. Veja as regras em BOLSAS E DESCONTOS.
3. O sorteio não garante a vaga, devendo a pessoa contemplada (ou seu representante) comparecer no dia de matrícula.

Resultado:

Nome Categoria

Amanda Santana Carvalho

Aluno USP
Dayane Karoline Fernandes da Silva Aluno USP
Celso Luiz de Oliveira Junior Funcionário USP
Janilda Sudaria Costa Funcionário USP

Luiz Francisco Martins

Terceira Idade
Ana Carolina Helcias Ribeiro de Escobar Terceira idade
Izabel Conceição Gomes Nunes Ribeiro da Silva Terceira idade

Categoria “OUTROS”:

1. Inscrição somente no Centro de Estudos Africanos (CEA), pessoalmente ou por procuração;
2. Documentos necessários: pedido fundamentado; curriculo atualizado completo com dados pessoais, etc.; cópia da última declaração de rendimentos; e, assinatura de termo de compromisso (caso seja contemplado);
3. Endereço do CEA: Av. Prof. Luciano Gualberto, 315, sala 1087 - das 14 às 19h - 2ª à 6ª feira - tel. 3091-3744 - cea@usp.br.

Valor

► Gratuito: Docentes e Funcionários da FFLCH.
► R$ 210,00: Interessados em geral
► R$ 189,00: Graduandos e pós-graduandos da FFLCH.
► R$ 105,00: Professores Ativos da Rede Pública, maiores de 60 anos, monitores bolsistas e estagiários da FFLCH.

Detalhes
• O pagamento será à vista, mediante boleto bancário impresso no ato da matrícula;
• Não haverá devolução da taxa após o início do curso;
• Os descontos serão concedidos mediante solicitação do interessado e comprovação da categoria a que pertence (apresentação da carteirinha USP ou holerite).
• O não pagamento do boleto implica no cancelamento da matrícula.

Período de Matrícula (enquanto houver vaga)
05 a 13/03/2013.
Detalhes

• Matrícula presencial, veja ao lado "Procedimentos Matrícula Presencial".

Desistência: 
O aluno desistente deverá comparecer à Secretaria ou ligar no telefone 3091-4645, no prazo de 2 dias antes do início do curso. Assim, caso haja Lista de Espera, poderemos preencher as vagas.